#63 - MISSIONÁRIOS DA ASSEMBLÉIA DE DEUS E MAIS 300 BRASILEIROS SÃO IMPEDIDOS DE SAIR DE GUINÉ-BISSAU

"Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas."
Romanos 10:14 e 15


A tensão política e militar que vive a Guiné-Bissau após o golpe militar da última semana deixa o Brasil e outros países em alerta. Militares fecharam os espaços aéreo e marítimo, impedindo que qualquer cidadão, inclusive os estrangeiros, saiam do país da costa oeste africana.

De acordo com o Itamaraty, pelo menos 300 brasileiros estão na Guiné-Bissau. Porém, o número pode ser maior, já que muitos viajam sem comunicar a embaixada. Até a noite de ontem, segundo o Itamaraty, o Aeroporto de Bissau, capital do país, permanecia fechado.

Um grupo de 10 brasileiros, entre eles uma gaúcha, está em Bissau, em missão humanitária promovida pela igreja Assembleia de Deus. Natural de Uruguaiana, Estela Mônica Gimenez Falcão Martins, 33 anos, e seu marido, o catarinense Isaac Martins, 39 anos, viajaram para o país africano dia 8 de abril, onde ficariam até o último domingo, quando seguiriam para a Europa.

Géssica Falcão, irmã de Estela, conta que a família está apreensiva. O casal tem três filhos, de 13 anos, 11 e nove, que estão com a avó materna.

"A situação está se agravando a cada dia com o risco de guerra. Estão com acesso restrito à televisão, ao rádio e à internet, tem militares tomando as ruas e tiroteios", diz Géssica, repassando informações obtidas com a irmã, via MSN, na manhã de ontem.

Por e-mail, Estela relatou ao Jornal Zero Hora que o grupo está em um hotel, aguardando a liberação de um voo para Portugal:

"Não estamos com medo, só queremos sair. Fomos pegos de surpresa".

O golpe militar ocorreu a apenas duas semanas do segundo turno das eleições na Guiné-Bissau, marcado para 29 de abril. O primeiro-ministro Carlos Gomes Júnior era o principal candidato na disputa presidencial. Com 48,97% dos votos no primeiro turno, em 18 de março, ele disputaria o segundo turno com Kumaba Yalá. Porém, na última quinta-feira, militares promoveram um golpe de Estado e prenderam o premier e o presidente interino, Raimundo Pereira. Informações do Jornal Correio da Manhã, de Portugal, indicam que um navio português foi enviado a Guiné-Bissau para buscar cidadãos estrangeiros.

Desde que deixou de ser colônia de Portugal, em 1974, Guiné-Bissau sofre com agitação política e por uma série de golpes militares.

Até ontem à noite, o Ministério das Relações Exteriores não havia definido o tipo de ação para atender aos brasileiros que se encontram na Guiné-Bissau. De acordo com a assessoria de imprensa do Itamaraty, a primeira providência foi fazer contato com os familiares no Brasil.

MISSÕES NA GUINÉ-BISSAU

Embora não faça parte da conhecida Classificação de Países por Perseguição, uma lista elaborada pelo Portas Abertas, com os 50 países que oferecem maior opressão ao cristianismo, Guiné-Bissau pode ser considerado um país com liberdade bastante restrita para os cristãos, devido a maioria islãmica e agora por conta deste golpe de Estado que eclodiu no dia 12 deste mês (abril), mas isso não tem impedido o importante trabalho de missionários e o avanço da Igreja nesta nação.

"Na bardadi, Siñor fasi garandi kusas pa nos; e ku manda no kontenti"
Salmos 126:03

Encontramos o blog Missões na Guiné-Bissau do Pastor Pedro e da Rachel Peres de Souza, também ligados a Assembléia de Deus, que estiveram por 19 anos servindo neste país, um blog rico em informações de irmãos que por quase vinte anos viveram a realidade missionária nesta nação que hoje passa por grande conflito.

Oremos para que seja restaurada a ordem e a vida cotidiana das famílias, não apenas dos missionários, mas dos cidadãos guineenses, oremos pelas vidas e ministérios de diversos irmãos incógnitos que estão servindo esta nação, oremos para que a Palavra da Verdade continue sendo anunciada com ousadia, liberdade e amor.

Fontes: CPADNews
Fogo para Missões

2 comentários:

  1. "Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;" Mateus 5:1

    Todos os que são cristãos de verdade, deveriam se preocupar mais com as pessoas que sofrem perseguição por amor a Jesus, as pessoas não tem compaixão ainda por irmãos que deixam suas vidas para levar esperança a quem ainda não teve a oportunidade de conhecer esse amor tão maravilhoso que tivemos um dia a chance de experimentar.
    Que possamos dobrar nossos joelhos e orar para que Deus continue a fazer a obra através das vida desses irmãos.

    ResponderExcluir
  2. Grande Letícia, é verdade que diante de tantas prosperidades e teologias estranhas, pouco se fala em orar, interceder pela vida destes irmãos anônimos, mas é verdade também que, há muitos e muitos têm lembrado destes em suas orações, e este é nosso desejo quando publicamos matérias como estas, orar e levar nossos leitores a orar por missões.

    Ore, invista, vá! Se não somos chamados para ir, é preciso investir, e orar pelas vidas destes amados.

    Deus te abençoe Letícia, valeu pela visita!

    ResponderExcluir

Você está no BlogFpM, blog oficial do ministério Fogo para Missões.

Você pode também nos acompanhar no facebook.com/fogoparamissoes, onde você poderá curtir, seguir, reagir às publicações, compartilhar, comentar, pode até deixar aquele seu "amém", mas acima de tudo, queremos que você se sinta incentivado, encorajado e provocado a envolver-se pessoalmente na proclamação do Evangelho, das Boas Novas de Jesus Cristo.

Seu comentário é importante para que possamos avaliar o alcance de nossa proposta. Se você possui site, blog ou twitter, deixe seu link para que o visitemos também! Se desejar, nos acompanhe também pelo twitter.com/fogoparamissoes.

TODOS OS COMENTÁRIOS SERÃO PUBLICADOS APÓS MODERAÇÃO.